TVI

Pedro Mourinho revela quanto ganham os jornalistas ao irem para a guerra na Ucrânia

"Surgiram rumores nas redes sociais que os jornalistas ganham balúrdios..."

Pedro Mourinho esteve na festa TVI nas celebrações do São João, no Porto.

Pedro Mourinho acabou por falar com a imprensa e fez algumas revelações surpreendentes dos repórteres de guerra.

Começou por recordar os dias que esteve na Ucrânia, “Houve uma primeira semana em que os russos chegaram a entrar em Kiev. Houve uma noite muito complicada em que eu e o Nuno Quá estávamos num hotel na Praça Maidan, a dormir, e acordámos com aviões a passarem por cima do hotel, mísseis a caírem, explosões, um som muito intenso. Chegas à conclusão de que são os russos a chegar e que vão tomar conta da cidade. Acabou por não acontecer, mas eles estiveram muito perto de nós, naquela zona onde estava o nosso hotel”.

À TV 7 Dias, ainda referiu que vão para lá, mas não é para enriquecer, “Surgiram rumores nas redes sociais que os jornalistas ganham balúrdios. Isso é completamente falso. E isto não é nenhuma crítica, nenhuma queixa. É aquilo que é pago”.


Ainda referiu, “Nós temos um sentido de missão e é por isso que lá vamos, mas recebemos tanto na Ucrânia como receberíamos em Badajoz. São as ajudas de custo, 89 euros, e a pernoita, de 30. Isto será assim na RTP, na SIC e na TVI. Ninguém vai para lá para enriquecer, mas sim para contar o que está a ver, fazer o melhor trabalho possível, com um espírito de missão muito grande pelo seu canal, pela sua profissão, e mais nada”.

Leia Também: Site Fake News inventa morte de Bruna Gomes, Bernardo Sousa e Pipoca

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo