Gossip

“Lourenço Ortigão: quem não se sente, não é filho de boa gente”

Paulo Abreu, chefe de redação da TV Guia, escreveu uma crónica no site FLASH! sobre a saída de Lourenço Ortigão da TVI e a mudança para a SIC.

O jornalista começou por recordar o início do percurso do ator: “Tinha 19 anos e, fascinado com o sucesso retumbante de ‘Morangos Com Açúcar’, na então TVI de José Eduardo Moniz, quis ser ator. Experimentar o mundo do faz-de-conta. Fez os ‘castings’ e a estação e produtora viram-lhe luz, talento“.

A partir daí, Lourenço, um rapagão de 1,78 m, de olhos verdes/azuis, com uns dentes perfeitos (…) não mais parou. A legião de fãs, ainda sem estas loucuras de hoje das redes sociais, dos ‘likes’, ‘selfies’ e afins, crescia a um ritmo avassalador, e empurrava-o assim para o patamar das estrelas da televisão portuguesa. Acabava de gravar uma novela e logo a TVI lhe dava outra. Exemplos? ‘Remédio Santo’, ‘Belmonte’, ‘A Única Mulher’, ‘A Herdeira’ e ‘Prisioneira’“, explicou.

A passagem pelo programa “Dança com as Estrelas” também foi referida: “Participou, brilhou e ganhou, sem espinhas, encantando tudo e todos com os seus dotes de dançarino e os seus abdominais perfeitos – bem explorados, aliás, pela estação de Queluz de Baixo“.

Lourenço Ortigão teve a promessa de Felipa Garnel, ex-diretora da TVI, de ter um programa como apresentador: “queria muito experimentar este mundo, sentia-se peça importante na estação e estava obviamente feliz“. O sucessor, Nuno Santos, manteve a promessa e Lourenço Ortigão renovou contrato.

Já com o regresso de Cristina Ferreira, o caso mudou de figura: “Educado, de boas famílias, como escrevi no início, Lourenço não mandou recados por ninguém. Não deu entrevistas a dizer mal, fosse do que fosse. Que as promessas tinham sido rasgadas. Porém, os sinais de desilusão, de desgaste na relação, eram evidentes“.

A notícia da saída foi avançada em maio e “Os alarmes dispararam em Queluz de Baixo. Incrível! Tanta gente importante ali, tanta gente a mandar ali, e poucos se aperceberam da desilusão e revolta de uma das suas estrelas“.

Nesse dia, o que fez a Comunicação da Media Capital? Tentou desmentir, num ato fácil e de desespero: “A Cristina Ferreira olha para o Lourenço Ortigão como um rosto da estação e já tem projetos para ele, que estão a ser trabalhados. A TVI conta com o Lourenço Ortigão.” A estratégia – ou a falta dela – continua a ser flagrante. Quem tem projetos? Cristina ou a TVI?“, escreveu Paulo Abreu.

Mário Ferreira entrou em campo. O novo patrão da TVI ligou a Lourenço, várias vezes. Encontraram-se, conversaram. Mas já era tarde. O ciclo tinha chegado ao fim“, revelou. Mudou-se para a SIC e terá vários projetos em mãos.

Termino com uma pergunta, caro leitor: se estivesse no lugar de Lourenço, não teria feito a mesma coisa? Posso responder? Sim. Afinal, quem não se sente, não é filho de boa gente“, rematou Paulo Abreu. Lê AQUI o texto na íntegra.

Leia Também: Cristina Ferreira ‘apanhada’ de férias com o homem da sua vida

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo