FamososGossip

Acidente que matou Sara Carreira tem três culpados. GNR já entregou relatório

A GNR já concluiu a investigação ao acidente que vitimou Sara Carreira a 5 de dezembro de 2020.

O Ministério Público (MP) de Santarém recebeu há duas semanas o relatório final acerca do acidente na A1 que matou Sara Carreira.

A investigação esteve a cargo de um sargento e três guardas do Núcleo de Investigação Criminal a Acidentes de Viação da GNR de Santarém. É descrito por estar muito preciso tecnicamente muito completo.

Existem para já três pessoas a ser responsabilizadas pela sucessão de acidentes, de acordo com o CM o primeiro é o condutor do Volkswagen Passat que se despistou.

Depois temos a fadista Cristina Branco, que chocou o Volvo V50 na traseira no VW Passat. Por último o namorado de Sara Carreira, Ivo Lucas (e único arguido conhecido), o condutor do carro em que seguia a filha de Tony Carreira.

A GNR para a investigação recorreu à videovigilância da A1, e ainda aos dados da centralina do Range Rover Evoque de Sara Carreira, e tudo indica que Ivo Lucas iria em velocidade excessiva tendo em conta que chovia torrencialmente.

Agora o MP vai arquivar o processo ou deduzir acusação e curiosamente a data de referência é 5 de dezembro.

Se o MP avançar com acusação poderão esta em cima da mesa crimes como homicídio por negligência e condução perigosa e ainda contraordenações por velocidade excessiva.

Leia Também: Momento arrepiante! Tony Carreira inicia concerto com imagens de Sara Carreira no Altice Arena

Autor

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo