Big Brother

Carlos Cruz comenta ‘caso Ricardo’ do Big Brother: “polémica criada artificialmente para fingir justiça”

Carlos Cruz continua com a língua afiada na sua crónica semanal no jornal Tal & Qual.

Na última edição, o ‘Senhor Televisão’ teceu duras críticas à atual edição do Big Brother, cujas atitudes da produção transformaram “um programa de entretenimento num produto tóxico” (aqui).

De seguida, o antigo apresentador comentou “a polémica que foi criada artificialmente para fingir justiça“: “Trata-se do episódio do Ricardo que, armado em engraçadinho perante o Bruno, se estampou ao comprido. A Justiça ‘Big Brotheriana’ caiu-lhe em cima, com mão pesada, porque ele gabou-se de ter feito uma coisa que não fez (tema: sexo)“.

Como o regulamento só contempla as coisas que se podem ou não fazer, não se percebe o castigo e o alarido que pôs a plateia mais preocupada com a polémica do que com a crise política, económica e social por que estamos a passar. Ridículo“, afirmou.

No entanto, Carlos Cruz salientou que “o episódio teve uma grande virtude que o BB devia agradecer: a gabarolice parva do Ricardo pôs os concorrentes e os espectadores a falar dos flagelos que teimam em sobreviver no nosso país: a violência doméstica e os atos sexuais não consentidos. E por isso, o Ricardo devia ser apenas repreendido. E a ‘Voz devia prolongar o debate sobre aqueles temas. Mas os ‘Big Brothers’ deste mundo impõem a sua injustiça. Leia-se o livro de George Orwell“.

Leia Também: Bruno de Carvalho reage à possibilidade de entrar no ‘Big Brother Famosos’

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo