Geral

Covid-19: funcionária do IPO do Porto não morreu devido à vacina

A funcionária do IPO do Porto que morreu dois dias depois da toma da vacina do Covid-19 não morreu devido à vacina.


O Governo esclareceu ontem que «Informa-se, sem qualquer referência à causa da morte, que se encontra abrangida pelo segredo de justiça, que os dados preliminares resultantes da autópsia médico-legal hoje [terça-feira] realizada não evidenciam qualquer relação entre a morte e a vacina a que foi sujeita».

Sónia tinha 41 anos, vivia na maia e estava no IPO há mais de 10 anos. Estava na casa do namorado na Trofa quando faleceu.


O pai de Sónia ao CM disse, «Ela jantou connosco na noite de ano novo e depois foi para casa do namorado. Foi ele quem me ligou pelas 11h00 a dizer que a encontrou inanimada e que tinha morrido. A minha filha saiu de casa e nunca mais a vi com vida».

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo