Gossip

Ex-namorada de Angélico Vieira arrasa Anita da Costa: “Só querias aparecer, insistias para ele estar contigo”

Sofia Baltar reagiu às notícias recentes sobre a alegada relação amorosa que teve com Angélico Vieira com duras críticas a Anita da Costa.

Num longo vídeo, a antiga moranguita revelou: “Há uma coisa que me irrita há muitos anos, que mexeu comigo obviamente. Muita gente pergunta porque é que eu me afastei e é essa a questão. A morte do Angélico foi muito drástica na minha vida. A Anita não era namorada do Angélico, a Anita tinha uma pessoa (…) que era meu vizinho na Maia. (…)“.

Na noite do acidente, foi a mim que ele ligou, ele queria passar o dia comigo, ele vinha ao Porto, vinha-me buscar. Eu disse que não queria porque os meus pais iam ver a Morangomania, portanto, eu ia de carro com os meus pais. Na manhã seguinte, eu venho direta da Morangomania, para ir ao hospital. Primeira capa do jornal: ‘Anita a chorar à porta do hospital’“, recordou.

Sofia Baltar assumiu que foi traída por Angélico com Anita da Costa: “A meio da nossa relação, eles estiveram juntos. Ele ligou-me no dia a seguir, ficámos chateados dois meses. Eu perdoei. (…) Desculpa, Anita, eu não estou a dizer isto para te prejudicar, eu só acho que é assim: ele não está cá e a verdade que, às vezes, nós contamos a nós próprios, não quer dizer que seja a verdade absoluta, universal“.

Anita da Costa é acusada de criar um enredo: “Temos que ter alguma consciência, tu sabes que eu estava com ele, portanto, todo o enredo que foi criado, para mim, foi uma tristeza, foi uma desilusão humana. Tal como não assumi que era a namorada dele, eu tive algo especial com ele, isso é importante, viver momentos especiais“.

Sofia Baltar chegou a ser aconselhada por um amigo a não ir ao hospital por causa de Rita Pereira: “Eu odeio falsidade, odeio escândalos, odeio! Eu cheguei a um ponto da minha vida que estou farta. Usaram a imagem dele para aparecer em revistas e tudo mais. Depois ganhar 2 mil euros em presenças, passado um mês da morte dele, ótimo, notava-se realmente que era amor, não é? Eu demorei anos a superar“.

Eu tive no enterro, eu entrei, fui diretamente ao caixão, despedi-me, disse o que tinha a dizer e ninguém deu por mim (…) e eu não precisei de aparecer para sentir“, contou. “Após um mês ou dois meses de ganhar dinheiro em discotecas, precisamente por causa dessa suposta relação, para mim só demonstra que não existia amor. (…) A opinião dele sobre ti era que tinha que ter cuidado contigo, que tu só querias aparecer, que ele ia a um sítio e tu basicamente o perseguias e que constantemente insistias para ele estar contigo“, acusou.

Leia Também: Rita Pereira e a zanga com Jéssica Athayde! Foi assim que ela reagiu

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo