GeralGossip

Foi às canelas! “Internem a senhora porque ela [Cristina Ferreira] não pode estar bem”

Ficamos a conhecer Wilson Teixeira há uns anos na Casa dos Segredos...

Wilson Teixeira participou num reality show da TVI há uns anos e foi sempre alguém polémico.

Cristina Ferreira e a TVI tem sido ao longo dos tempos um dos alvos de Wilson Teixeira, e o treinador de futebol voltou ao «ataque». Num texto nas redes sociais, a rasgadela foi dura.

Começa por dizer, «Vi hoje um excerto de um vídeo, onde um tal de Moisés, é apelidado por Cristina Ferreira (para os amigos “A Trouxa da Malveira”), como um dos melhores concorrentes de sempre de Reality Shows», e finaliza dizendo, «só me faz ter uma certeza: internem a senhora porque ela não pode estar bem».

Wilson Teixeira ainda refere, «Que Cristina Ferreira tem feito um trabalho absolutamente execrável como Diretora de Conteúdos na TVI, já todos tínhamos chegado a essa constatação.

As audiências são paupérrimas, quando comparadas com o passado, a escolha dos programas é lastimável, bem como a sua escolha de muitas das caras do canal. E para ser cara do canal, é simples, basta fazer parte do “bacanal” de amigos da Cristina Ferreira. Quem não faz? É afastado.»

TEXTO COMPLETO

ARTIGO DE OPINIÃO

Tenho mantido o silêncio ao longo dos últimos meses, sobre várias situações que têm acontecido no paradigma do show bizz em Portugal.

Este recato e silêncio, está a tornar-se cada vez mais ensurdecedor, não só para quem me conhece, mas acima de tudo para mim.
Por isto, vejo a necessidade de vir aqui escrever algumas palavras, no velhinho e “acabado” Facebook, onde por vezes sinto a necessidade de desabafar, chegando também assim, a muitos de vós que fazem o favor de continuar a acompanhar-me.

Quero deixar bem claro, que continuo firme e focado nos meus objetivos de vida e de carreira.
Que não quero deixar ninguém mal com isto que vou escrever, e que se o escrevo, é porque tenho AMOR À CAMISOLA e uma divida de gratidão eterna para com um canal televisivo, no qual trabalhei, onde me entreguei, e onde tive a felicidade de conseguir contribuir para o sucesso que foram as audiências e espetacularidade dos programas onde no canal participei.

Quem viu, sabe. Que sempre dei tudo. Que vesti a camisola. Que ainda hoje sofro sequelas dessa dedicação que tive para com os projetos onde estive, onde fui sempre um personagem disposto a tudo, mesmo sem me importar com o facto de me vir a tornar “persona non-grata” no país.
Quem me segue e gosta de mim, sabe que a verdade (ou pelo menos a minha verdade), sai-me da boca ou das palavras que escrevo, com a naturalidade de quem não sabe viver sem ela (a verdade). Se não deveria ser tão sincero? Talvez.

Mas sei que devo isso às pessoas que me seguem e que gostam de mim! E sem qualquer tipo de conteúdo bíblico, venho hoje falar-vos de Moisés. Não, não é da Bíblia.
Vi hoje um excerto de um vídeo, onde um tal de Moisés, é apelidado por Cristina Ferreira (para os amigos “A Trouxa da Malveira”), como um dos melhores concorrentes de sempre de Reality Shows.

Ora, não sendo este o Moisés que conduziu o povo de Israel e que separou as águas como nos retrata a bíblia, acho que a senhora só poderia estar cega, embriagada ou parva, e vemos (mais uma vez) a Dona Trouxa a meter água por todos os lados e, não querendo ser muito agressivo na adjetivação, a ser solidamente estúpida na sua avaliação e comentário.

Que Cristina Ferreira tem feito um trabalho absolutamente execrável como Diretora de Conteúdos na TVI, já todos tínhamos chegado a essa constatação. As audiências são paupérrimas, quando comparadas com o passado, a escolha dos programas é lastimável, bem como a sua escolha de muitas das caras do canal.
E para ser cara do canal, é simples, basta fazer parte do “bacanal” de amigos da Cristina Ferreira. Quem não faz? É afastado.

Veja-se a lista de “apresentadeiros” do canal, que é bem reveladora de um síndrome de falta de aptidões talentosas para os cargos que ocupam.
Escapam-se uma Maria Botelho Moniz, um Manuel Luís Goucha, Pedro Teixeira, e mais dois ou três (não me quero esquecer de ninguém). O Resto? É mau. É péssimo.

Desde os Claúdios da vida, passando pelas Ruas, as Helenas ou Idevores, e afins, parece quase que a TVI os escolhe a dedo pela capacidade que têm para não terem talento nenhum ou pela incapacidade de terem a simpatia ou empatia do público em geral. E se não é mentira nenhuma que um apresentador tem de ser consensual, também não deixa de ser verdade que tem de ser cativante e abrangente, algo que alguns desses nomes que falei, a par da própria Cristina, já há muito provaram que não são ou que deixaram de ser!
E não é só na lista de apresentadores que podemos constatar essa falta de talento e de qualidade. É também no que à representação diz respeito. E mesmo nessa área, quando há talento, há uma enorme falta de qualidade nas produções.

A título de exemplo, a TVI (e já não digo Cristina, porque acho sinceramente que ela se deveria demitir e renunciar ao cargo de Diretora de Conteúdos…) deveria de olhar para o que a Netflix fez com a série Rabo de Peixe, onde com um elenco de fantásticos atores portugueses (onde estão alguns atores da TVI), conseguiram fazer um trabalho absolutamente BRILHANTE.

E digo-vos isto com TODA A CERTEZA, fizeram-no com um orçamento de produção bem inferior ao dinheiro que é esbanjado por Cristina e os seus pares, nas produções falhadas de séries e novelas, com argumentos tristes, sem conteúdo e desinteressantes que estão atualmente no canal!

Por muito talento que as pessoas tenham, realmente é difícil conseguir fazer bons trabalhos com tanta falta de qualidade, competência e exigência nas produções.

Com o dinheiro que é esbanjado em gente não qualificada e que estão nos cargos que ocupam, não pelo talento, mas sim porque são amigos de quem são.

Numa altura em que se fala tanto no terror do fascismo, no paradigma político mundial, vemos atitudes fascistas e intolerantes em cargos de poder (mesmo que no poder privado e num canal televisivo que é privado, mas que presta um serviço de domínio público).

Numa altura em que se fala tanto na ingerência do governo político português, em que nos ministérios se anda à batatada por causa de um computador, em que na TAP pagam meio milhão de euros a uma funcionária, e todas as demais ridicularidades deste nosso Portugal, a TVI e Cristina Ferreira contribuem para o Circo.
Setembro? Nunca chegou.

O Triângulo ia ser um Reality revolucionário e o melhor de sempre? Nunca foi.
Mas o que interessa é que o “Festa é Festa” é um “(in)sucesso” há 300 temporadas e que o “Somos Portugal” continua a dar muito dinheirinho das reformas já escassas que muitos reformados gastam em chamadas telefónicas depois de ouvirem as atuações desses artistas incríveis como Carla Blondie, Duarte Morais, Johnny Abreu, Michel, Nunop Rocha, Paulo Fernandes, Ricardo Mateus e Valter Lopes, etc… (conhecem alguém? Vi num cartaz de anúncio ao programa e não conheço ninguém, desculpem).

E atenção, isto não é uma crítica a esses artistas que lá vão atuar aos domingos, bem pelo contrário, até lhes dou mérito, porque estão a fazer pela vida, vão lá de borla, não recebem um euro e por isso merecem todo o meu valor.

Mas não deixa de ser verdade que a TVI e Cristina Ferreira, se aproveitam deles e da necessidade que eles têm de aparecer, para encherem os bolsos e os cofres da TVI ao domingo à tarde, e assim conseguirem continuar a esbanjar e gastar dinheiro, em chorudos ordenados para os amigos da Cristina ou em produções que são autêntico LIXO. Não tenho nada contra o Moisés, não conheço praticamente nada da prestação dele, até porque o Triângulo foi tão ridículo e desinteressante, que nem vi.Tive uma pessoa por quem tenho grande estima e consideração no Triângulo, e nem o facto de ele lá estar, me fez ter vontade de ver aquilo que a Cristina andou para ali a inventar.

Dou por mim, “viciado” no Reality Show da SIC, “Os Traidores”, que com um custo de produção bem inferior, conseguiu prender-me ao ecrã e fazer de mim telespetador assíduo e sempre ansioso para que o próximo domingo chegue para ver mais um episódio do programa.

Agora, num programa fracassado, como foi o Triângulo, ter de ver a Cristina Ferreira a dizer o que disse de Moisés, só me faz ter uma certeza: internem a senhora porque ela não pode estar bem.

Leia Também: Wilson Teixeira implacável com Cláudio Ramos após barraco: “Talento é zero, é fraco”

Publicidade

Artigos Relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo