Gossip

Globos de Ouro em mais uma polémica: “Nem na morte todos são iguais e tratados da mesma forma”

A gala dos Globos de Ouro decorreu no passado dia 3 de outubro e continua a fazer correr tinta.

A SIC foi alvo de duras críticas por não ter feito referência a Rogério Samora, que luta pela vida há três meses após ter sofrido uma paragem cardiorrespiratória nas gravações da telenovela “Amor Amor”.

Germano Campos, ex-locutor da RDP Internacional, denunciou no Facebook “a homenagem incompleta que a SIC prestou àqueles que desapareceram em 2020/2021“. “Fui ver com atenção e – na minha opinião – faltaram referências importantes, nomeadamente no campo da musica, do cinema, do teatro e da política“, escreveu.

Alguns exemplos: Fernanda Lapa, Mara Abrantes, os irmãos Carlos e Júlio Costa (do Trio Odemira), os atores Pedro Efe e Jorge Sousa Costa, Jorge Coelho, Otelo Saraiva de Carvalho, Neno ou o cartunista Vasco“, enumerou. “É que, pelo vistos, nem na morte todos são iguais e tratados da mesma forma“, lamentou.


Leia Também: Marta Rangel: “Não há lugar para todos na televisão, alguns estão lá porque têm muitos seguidores”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo