Hell’s Kitchen

Jennifer Silva de ‘Hell’s Kitchen’ está em guerra com marido que a acusa de MENTIR

Troca de acusações entre ambos ao que parece está para durar.

Jennifer Silva de ‘Hell’s Kitchen’ está em guerra aberta com o marido, Jorge Martins, por causa dos filhos, Schuster, de 8 anos, e Brenn, de 4 anos.

 

Jennifer Silva esteve a 28 de Abril na  ‘Casa Feliz’ da SIC e confessou: “Ainda não consegui falar com os meus filhos”.

A troca de acusações não abranda e  Jennifer denuncia que o marido a terá agredido, que a abandonou quando estava a tentar curar-se do cancro da mama.
Por sua vez, o marido acusa-a de ser mentirosa e de o ter traído com o atual namorado. Recentemente o marido deixou alguns comentários nas redes sociais, que podes rever aqui.

A concorrente de ‘Hell’s Kitchen‘ contou no programa da SIC que descobriu o cancro da mama numa viagem a Portugal. Podes rever aqui.
Já o marido, Jorge Martins afirma que a mulher mente e conta sua versão: “A história de que ela foi a Portugal, que estava a amamentar o miúdo e descobriu o cancro é tudo mentira. Ela já sabia que tinha cancro da mama quando estava em Cabo Verde.”

Jorge diz ainda que foi ele quem procurou ajuda para Jennifer :  Ela já sentia aquilo desde 2017. Nessa altura, tive uma conversa com um médico amigo a perguntar-lhe se conhecia um especialista, porque ela estava com sangramento mamário e isso foi em 2017. Falei com ela, mas a Jennifer dizia que não era nada e não ia ao médico. Em maio de 2018, fui para os EUA e, dois meses depois, ela deu-me a notícia. Foram os médicos de Cabo Verde que lhe diagnosticaram o cancro da mama. Ela foi diagnosticada numa clínica na Cidade da Praia.”

A viagem a Portugal aconteceu sim mas porque, explica Jorge Martins, “em Cabo Verde não há condições para fazer essa cirurgia”. “Disse-lhe para ir a Portugal. Quem nos conhece sabe que ela foi diagnosticada aqui. Ela fez uma choradeira quando recebeu a notícia. Toda a gente soube.”

Sobre as ameaças, Jeniffer diz ter provas de tudo: “Quando as coisas correram mal em Portugal, ele começou a fazer-me ameaças. Tenho tudo guardado. Tenho mensagens escritas, áudio, vídeos, tenho tudo guardado. Está com o meu advogado e será enviado ao tribunal”

“Em 2013, ele agrediu-me dentro de casa, o meu filho era recém-nascido. Pedi ajuda, os vizinhos não me ajudaram. Os colegas dele polícias nada fizeram. Nunca fiquei com marcas porque ele amarrava o punho com uma camisa. Fui mantendo a relação à base de ameaças. Ameaçava-me, caso falasse com os meus familiares”, diz ainda a jovem.

O marido, Jorge confessa: “Fui traído e ela dizia-me! Chegou-me a dizer que estava com aquela pessoa e que fazia isto e aquilo. Achava que estava a brincar e que estava a gozar comigo”, garante.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo