FamososGossipSIC

José Milhazes reage à polémica após palavrão: “Eu não sabia que na televisão portuguesa existiam regras tão apertadas”

O comentador da SIC falou com Clara de Sousa para lhe pedir desculpa.

José Milhazes estava com o seu habitual comentário em direto na SIC, quando soltou um palavrão.

Tudo aconteceu a 24 de maio, no “Jornal da Noite”, durante a análise dos protestos antiguerra na Rússia: “Sabes o que eles estão a dizer? A guerra que vá para o caralh*”. Clara de Sousa ficou meio atrapalhada e o momento viralizou nas redes sociais.

Em entrevista à revista TV7 Dias, José Milhazes afirmou: “Eu não sabia que na televisão portuguesa existiam regras tão apertadas e que a sociedade fosse tão hipócrita. Eu quando cheguei aqui vi que afinal a nossa sociedade não tinha dado assim tantos passos em frente como aqueles que eu pensei, quando a deixei em 1977. Agora, a este ponto eu não estava à espera”.

Eu fiz aquilo naturalmente, porque, se eu não utilizasse aquela palavra naquele momento, aquela manifestação morria. Eram milhares de jovens. Eu não podia dizer “vão para o pi” ou outra coisa qualquer. Seria estúpido. E além disso eu dediquei grande parte da minha vida à tradução. Essa palavra no Norte é quase uma vírgula ou, digamos, um ponto e vírgula, mas eu não a vou utilizar no jornalismo ou em qualquer outro lugar à direita ou à esquerda. Claro que da próxima vez eu pergunto se posso dizer isto ou não, porque eu não esperava. Por outro lado é positivo, porque as pessoas acordaram. Eu consegui transmitir, levar às pessoas a energia daquele grito”, acrescentou.

O comentador revelou ainda: “Eu fui falar com a Clara em jeito de lhe pedir desculpa, mas ela recebeu-me muito bem, com um grande sorriso, e compreendeu porque é que eu fiz aquilo. Não foi para chatear ou lixar alguém ou tornar-me famoso. Foi uma coisa absolutamente natural. Claro que quando eu vi a reação da Clara fiquei… entendi que tinha feito alguma coisa. A Clara reagiu muito bem e depois tenho uma excelente relação com a Clara e ela sabe que aquilo saiu naturalmente sem desejo do que quer que seja”.

Leia Também: Maria Vieira expõe publicação antiga de José Milhazes e atira: “Se a hipocrisia pagasse imposto…”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Botão Voltar ao Topo