Gossip

Raquel Tavares explica fim de carreira no fado e evoca Amy Winehouse

Raquel Tavares foi convidada do programa “Era o Que Faltava”, da Rádio Comercial.

A apresentadora da SIC falou abertamente sobre a decisão de terminar com a sua carreira como fadista, que anunciou no extinto “Programa da Cristina” em 2019. “Eu gosto de fazer concertos, no entanto a logística que envolve a vida artista, a vida da estrada e a indústria, que pode ser leonina, eu não gostava assim tanto“, disse.

Raquel Tavares pensou dois anos antes de abandonar os palcos: “No dia em que eu tomei a decisão, vou parar, foi sem dúvidas e, naquele momento, foi sem retorno. (…) Na verdade, o resultado da minha vida profissional foi o que ambicionaram por mim, e eu agradeço, mas não era este o meu propósito“.

Amy Winehouse é um ídolo para a ex-fadista e a sua trágica história motivou-a a mudar de vida: “A Amy desde que apareceu tornou-se uma presença assídua na minha vida. Um ano antes de eu ter decidido parar de cantar eu assistia ao documentário sobre a vida da Amy Winehouse, eu diria, sem excesso, uma vez por semana“.

Havia coisas ali que eu reconhecia e era assustador perceber que era muito parecido. A Amy Winehouse, o percurso da Amy e o que infelizmente lhe aconteceu foi para mim decisivo. Se havia ocasiões em que eu pensava: não Raquel, não pode ser, tens tantas pessoas que dependem do teu trabalho e esperam tanto de ti. Depois via o DVD da Amy e pensava: não, que se lixe, desculpem lá. Então e a minha vida? Eu optei por viver, a Amy não. É só isto, em última análise foi isto“, acrescentou.

Leia Também: Dolores Aveiro revela sequelas do AVC que sofreu: “Noto a minha língua a prender”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo