FamososGossip

Tony Carreira não perdoa os arguidos e quer agravar as acusações

O máximo permitido em Portugal é 0,5, e após 1,2 é considerado crime...

Tony Carreira e a ex-mulher Fernanda Antunes já entregaram no DIAP de Santarém a abertura da instrução no processo da morte da filha.

De acordo com o CM, Tony Carreira e a ex-mulher querem agravar as acusações aos arguidos no processo do acidente que vitimou a filha na A1 em 2020.

Eles acreditam que tudo terá sido provocado devido à conduta do primeiro condutor que se despistou e acusou álcool no sangue.

Paulo Neves, foi apanhado com uma taxa de 1,18 gramas de álcool por litro de sangue e foi um teste realizado já quatro horas após o acidente. O valor no momento do acidente deveria ser bem superior.

O máximo permitido em Portugal é 0,5, e após 1,2 é considerado crime, no caso de Paulo Neves foi no limite.

Os pais de Sara Carreira ainda acreditam que Paulo Neves e Cristina Branco tiveram errados por não terem assinalado o acidente.

Ambos disseram às autoridades que não  o fizeram porque corriam risco de vida, mas Tony e Fernanda acham que o poderiam ter feito de forma segura.

Leia Também: BB Famosos: Leandro tinha discutido com a mãe antes de esta morrer

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo