Gossip

Zé Amaro recorda problema de saúde: “Tinha muito medo, mas hoje olho para trás e fui muito forte”

Zé Amaro foi o convidado musical do programa “Dois às 10” desta sexta-feira, 1 de outubro.

Em conversa com Cláudio Ramos e Maria Botelho Moniz, o popular cantor acabou por falar sobre o grave problema de saúde que viveu em 2019, obrigando a estar internado três meses no hospital e chegando a correr risco de vida.

Foi uma medicação que o médico deu para fazer o despiste da tuberculose que a minha mãe tinha. Nada, zero [de sintomas]. Fizemos [o despiste] e eu caí numa cama de hospital, digamos que morria a todos os segundos“, recordou.

A situação foi mesmo o controle ser de mês a mês e quando fiz as análises de 15 em 15 dias, ali percebi que estava um homem quase morto. Foi a minha esposa [que percebeu]. Via-me a não conduzir, fisicamente a descer… muito cansado, muito mal“, acrescentou.

Zé Amaro recebeu um transplante de fígado: “Costumo dizer que havia ali uma esperança. Claro que nos sai o tapete e eu fiquei sem chão quando o médico disse que não havia outra hipótese. É irreversível, mas havia uma luz e eu segui a luz…“.

Tinha muito medo, mas hoje olho para trás e fui muito forte. Eu acreditei, acreditar é a minha palavra de eleição e eu acreditei muito!“, confessou o artista, que pensou na morte: “Pensei, mas alegremente, é estranho. As pessoas não percebem, mas a gente prepara-se para isso. Não sei, é inconsciente, mas a gente prepara-se alegremente para tudo, mesmo para isso“.

Leia Também: Valentina Torres é criticada e responde à letra: “Outra que quer tacho na TVI”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo