Gossip

Nuno Markl apaga “mensagens de ódio” sobre Jorge Sampaio: “Pensem o que pensarem sobre ele, não é a altura”

Jorge Sampaio, antigo Presidente da República, faleceu na passada sexta-feira (10), aos 81 anos de idade.

Nuno Markl usou a sua conta no Instagram para prestar homenagem ao ex-Chefe de Estado: “Há aquele clichê que diz que já não se fazem políticos como os antigos. Os clichês têm sempre razão de ser: quando contemplamos a moderna e ensurdecedora peixeirada, olhamos para o desaparecimento de gente como Jorge Sampaio como mais um triste pedaço de apocalipse. Ainda há semanas era notícia por outras razões – trabalhava na Plataforma Global para os Estudantes Sírios e anunciava um reforço nas bolsas de estudo para jovens afegãs. Um ou dois dias depois foi hospitalizado. Trabalhar até ao fim“, começou por escrever.

Agora vem a parte desconfortável deste post, em que parece que estou a puxar a brasa à minha sardinha num obituário. Mas a minha gratidão a Jorge Sampaio vai, a título pessoal, um bocadinho mais longe. Foi graças a ele que entrei no Palácio de Belém (num fim de tarde em 2004) não como jornalista (como tantas vezes lá fui no início de carreira, cobrindo conferências de imprensa), mas, já como humorista e radialista, como um dos 30 representantes da geração dos 30 anos do 25 de Abril“, recordou.

Foi numa altura algo inquieta para mim a nível profissional, um daqueles momentos de dúvida sobre as minhas capacidades e o rumo que haveria de tomar. Lembro-me da carta da Presidência a chegar a casa da minha mãe, a anunciar que era um dos 30. Foi desconcertante e feliz. Tal como os outros 29, fui para casa com um aperto de mão firme, um discurso tocante e uma medalha – o corolário de um serão divertido, algo embaraçoso e caótico que gosto de contar no meu espectáculo Como Ser Um Saco de Pancada Deprimente e Vencer na Vida. Atrapalhação minha à parte, foi das grandes honras da minha vida e algo com um significado pessoal muito para lá da honra pública. Grato por isso e por tudo“, acrescentou.

Posteriormente, o humorista e radialista deixou um aviso: “Malta, vou apagar mensagens de ódio. Chama-se educação. Pensem o que pensarem sobre ele, não é a altura. Pelo menos aqui. Lembrem-se que a Internet é muito grande“.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Nuno Markl (@nunomarkl)

Leia Também: Big Brother. Manuel Luís Goucha defende Cláudio Ramos: “É muito mais que a piadola, a graça aparentemente descabida”

Leia Também: Big Brother. Cláudio Ramos fala sobre a dupla com Manuel Luís Goucha: “alegria imensa”

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Botão Voltar ao Topo